segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Crumble {coringa!} de banana caramelada



Olás, tudo bem?
Eu adoro, e já falei isso aqui, receitas longas e complicadas. Sabe daquelas que tem uma lista de passo a passo gigante pra gente seguir? Então, são minha favoritas. Eu gosto de tarefas trabalhosas e metódicas  porque normalmente quanto mais detalhadas, mais certeiro é o resultado. Fazer vinagrette pra churrasco, por exemplo, picado fininho e uniformemente, é comigo mesmo! Aparentemente as outras pessoas acham um porre picar legumes para vinagrette. Eu não. Deve ser meu signo - não entendo nada de signos, aliás, mas todo mundo diz que virginianos são assim.
Mas ninguém é de ferro: de vez em quando a gente é convidado pra almoçar na casa de alguém e levar a sobremesa, ou dá aquela fominha de doce, ou chega visita em casa para o almoço - e essas situações pedem uma receita rápida, prática e sem risco de erros. Foi o que aconteceu comigo nesse final de semana. Nessas ocasiões eu nem penso duas vezes: vou de crumble morno servido com sorvete.
O sorvete, infelizmente, é quase sempre comprado pronto - não tenho sorveteira em casa  nem muito 'pique' pra fazer sorvete na batedeira. Mas o crumble é caseiro, e eu faço em um minuto! Crumbles são compostos por duas camadas básicas, uma de fruta mais açúcar mais suco de limão, outra de farinha mais açúcar mais manteiga gelada. Como eu já fiz vários, me dou ao luxo de fazer variações: normalmente troco parte da farinha por alguma castanha moída, adiciono especiarias, baunilha ou licor, ou, dependendo da fruta, dou uma pré-cozida na boca do fogão mesmo.
Meu preferido é esse a seguir: bananas cozidas no caramelo e cobertas por crocante de amêndoas. E para um crocante a mais, costumo guardar sobras de massa de torta no freezer, já cortadinhas em pedaços pequenos [essas folhinhas da foto]. Totalmente opcionais, claro, mas deliciosas!
Espero que gostem!



Crumble de banana caramelada
{Rende uma frigideira ou fôrma de 24cm de diâmetro]

Ingredientes para as bananas:
1/4 de xícara [50g] de manteiga sem sal;
1/2 xícara de açúcar refinado;
1/4 de xícara de açúcar mascavo;
8 bananas [uso nanica, normalmente] maduras mas não moles;
3/4 de xícara de suco de laranja fresco;
1/2 colher de chá de extrato de baunilha;
1/2 colher de chá de canela em pó.

Ingredientes para a cobertura:
1/2 xícara de farinha de trigo;
1/2 xícara de farinha de amêndoas [opcional, se não tiver use de trigo mesmo];
1 xícara de açúcar refinado;
1/4 da colher de chá de sal;
1/2 xícara [100g] de manteiga sem sal gelada em cubinhos;
1/4 de xícara de lascas de amêndoas;
Retalhos de massa de torta congelados [totalmente opcional, use se tiver. Outra opção muito legal é usar biscoitos Amaretti triturados grosseiramente - fica delicioso! Mas não precisa colocar nada, se não quiser].

Prepare a cobertura:
Em uma tigela grande misture a farinha de trigo, a de amêndoas, o açúcar e o sal. Junte os cubos de manteiga e amasse com as pontas dos dedos somente até formar uma farofa bem grossa. Adicione as lascas de amêndoas e reserve no freezer enquanto prepara as bananas.

Prepare as bananas:
Preaqueça o forno a 180 graus.
Descasque as bananas e corte-as ao meio no sentido do comprimento. Reserve.
Em uma frigideira grande* derreta a manteiga com os açúcares, em fogo médio e mexendo de vez em quando, até tudo derreter e formar uma calda de um tom dourado claro. Adicione as bananas, tentando não sobrepor nenhuma, e por cima despeje, com cuidado, o suco de laranja misturado com a baunilha. Deixe cozinhar por cerca de 4 minutos, para a calda de açúcar se dissolver no suco e as bananas começarem a dourar. Apague o fogo, polvilhe a canela por cima.

*Você pode preparar essa receita diretamente em uma frigideira que possa ir ao forno ou preparar as bananas na frigideira, transferir para uma fôrma de 24cm de diâmetro e continuar a receita.

Cubra as bananas preparadas com a farofinha de cobertura gelada, espalhe os retalhos de massa de torta picados em pedaços pequenos [eu uso um cortador folha] por cima e leve ao forno por 40 minutos, até a cobertura ficar bem dourada e o recheio borbulhar nas bordas da fôrma.
Retire do forno, deixe esfriar por uns 5 minutos e sirva quente com sorvete de creme.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Panquecas de maçã - assadas e fofíssimas!


Olás, tudo bem?

Apesar de ter me formado como arquiteto, eu nunca fui muito fã da minha profissão. Como diz o meu irmão, sem muita modéstia, somos capazes, graças a nossa formação, de ir bem em várias profissões, sem isso ser, necessariamente, sinônimo de gostar  muito do que faz. E sempre me senti assim em relação ao meu trabalho - até faço bem, mas gostar realmente daquilo já é outra história. O gostar mesmo sempre ficou por conta do meu hobby: cozinhar e fotografar para esse blog.
No fim do ano passado parece que milagrosamente achei um trabalho, relacionado à minha profissão, que me dá um prazer muito semelhante ao meu hobby, que é fazer maquetes eletrônicas [são aquelas imagens que parecem foto mas que são feitas no computador, para mostrar como o projeto ficará depois de pronto]. E desde então tenho tido, o que é ótimo, muito trabalho nessa área. E é por isso que o blog anda meio desatualizado - ainda não consegui levar bem as duas coisas ao mesmo tempo - o que espero conseguir em breve.
Mas não parei de cozinhar, e hoje de manhã, quando preparei essas panquecas deliciosas, me senti na obrigação de postar logo a receita, que certamente entrou para minhas preferidas para o café da manhã. 
Trata-se de uma panqueca [pode até ficar com cara de bolo, mas não se engane, a textura é de panqueca mesmo] alta, levíssima, super fofa, super esponjosa [pedindo para ser encharcada de calda], cozida no forno com xarope de bordo e maçãs douradas. A receita sugere uma panquecona de 27m de diâmetro, mas como tenho 2 frigideiras de ferro fundido pequenas [uma 20cm e outra 16cm de diâmetro] preparei duas menores. Sinceramente, eu recomendo muito essa receita para o próximo café da manhã caprichado! Tentem e vão ver que estou certo!
Espero que testem - e gostem!



Panquecas assadas de maçã
[receita daqui, rende uma panqueca de 27cm de diâmetro ou duas menores]

Ingredientes:
2 colheres de sopa de manteiga sem sal;
2 maçãs verdes - usei Granny Smith, que é a mais comum por aqui, sem cascas e semente e cortadas em fatias de 1cm de espessura];
3 colheres de sopa de açúcar refinado;
1 colher de sopa de suco de limão;
1/4 de xícara de xarope de bordo;
1 xícara de farinha de trigo;
1 colher de chá de fermento em pó;
1 pitada de sal;
4 gemas;
1 xícara de leite;
4 claras.

Preparo: 
Preaqueça o forno a 190 graus. Coloque a gradinha do forno no apoio mais alto.
Em uma frigideira que vá ao forno derreta a manteiga em fogo médio. Junte as fatias de maçã, 1 colher de sopa de açúcar e o suco de limão e cozinhe, mexendo de vez em quando, até as fatias ficarem douradas. Leva mais ou menos 6 minutos. Abaixe o fogo, adicione o xarope de bordo e cozinhe por mais um minuto. Retire do fogo e reserve.
Em uma tigela média misture a farinha, o fermento, as 2 colheres restantes de açúcar e o sal. Reserve.
Em outra tigela misture o leite com as gemas.
Misture os líquidos aos ingredientes secos, sem bater muito.
Em outra tigela bata as claras em neve até conseguir pontos firmes [eu bato com aquele batedor de arame em forma de mola, rapidinho e sem ficar com o braço doendo]. 
Adicione as claras em neve à massa, misturando delicadamente com uma colher grande, sem bater, somente para incorporar as claras sem perder volume.
Espalhe a massa sobre as maçãs preparadas, alisando a superfície com uma colher. Leve para assar por 20 minutos, até a panqueca inflar e dourar por cima.
Retire do forno, aguarda 5 minutos e desenforme sobre um prato.

Sirva imediatamente acompanhada de mais xarope de bordo.





segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Torta de Sour Cream e Limão


Olás, tudo bem?!

Feliz ano novo!!! Atrasado sim, mas essa é a primeira postagem de 2015, então tá valendo, né?
Aproveite o mês de Janeiro para tirar umas férias da cozinha.  Bom, não da cozinha literalmente, já que andei cozinhando vez ou outra e que meu local de home office favorito é a mesa da cozinha, mas tirei férias da câmera fotográfica, da edição, de escrever posts - coisas que normalmente já levam um tempo considerável, tempo maior ainda quando se tem um senso de perfeccionismo quase patológico, como é o meu caso.
Brincadeiras à parte, essa pausa do blog não foi por férias, mas por estar trabalhando bastante. Quem acompanha o blog sabe que sou arquiteto de profissão, e parece que finalmente tenho conseguido uma satisfação no trabalho quase como aquelas que só os hobbies nos dão  - coisa rara e ótima! Então tenho me dedicado bastante.
Em parte também dei essa pausa porque acho a luz do verão tão ruim para fotografar! Ou estoura no branco ou fica aquela luz de tempo de chuva que deixa tudo meio opaco, então dá trabalho na hora de editar as fotos e geralmente não gosto do resultado.
E claro, esse calor terrível e o racionamento de água bloqueiam bastante minha vontade de cozinhar.

Apesar de tudo isso, nesse fim de semana resolvi voltar pra ativa: recarreguei a bateria da câmera, escolhi uma receita refrescante de torta, botei o creme de leite para talhar na véspera, para o sour cream, comprei uns limões sicilianos e no domingo só saí da cozinha com a torta pronta, na geladeira.
E descobri que talvez um certo mau humorzinho, que me batia as vezes nesse último mês, fosse por saudade de cozinhar. Fiquei feliz da vida, e até as fotos saíram sem muito trabalho!

Espero que gostem!

PS: esqueci completamente, mas em Dezembro último A Cozinha Coletiva fez cinco anos, acredita?! Obrigado a todos vocês, que nos visitam nesses cinco anos! :)



Torta de Sour Cream e Limão
[levemente adaptada daqui, rende uma torta de 23cm de diâmetro]

Ingredientes para a massa:
1 e 1/4 xícaras de farinha de trigo;
1/4 de xícara de açúcar;
1/2 colher de chá de sal;
1/2 xícara [100g] de manteiga sem sal gelada, picada em cubinhos;
1 gema;
4 colheres de sopa de água gelada.

1 clara para pincelar.

Ingredientes para o recheio:
2 e 1/2 xícara de sour cream*;
1/2 xícara de leite integral;
1 xícara de açúcar refinado;
3 colheres de sopa de amido de milho;
1/2 colher de chá de sal;
Raspas da casca de 2 limões sicilianos;
Raspas da casca de 1/4 de uma laranja;
Suco de 2  limões sicilianos [mais ou menos 9 colheres de sopa];
4 gemas;
4 colheres de sopa de manteiga sem sal;

Para servir:
1 xícara de creme de leite fresco, bem gelado;
2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro;
1/2 colher de chá de extrato de baunilha.

Raspas de casca de limão para decorar.

*Prepare o Sour Cream na noite anterior:
Leve 2 e 1/2 xícaras de creme de leite fresco ao fogo apenas até amornar. Passe para uma tigela de vidro e adicione 5 colheres de sopa de suco de limão. Deixe descansar em temperatura ambiente por pelo menos meia hora [costumo deixar bem mais], então cubra e leve à geladeira até o momento de usar.

Prepare a massa:
Em uma tigela pequena misture a gema com a água gelada. Reserve.
Em uma tigela grande misture farinha, açúcar e sal. Junte a manteiga e amasse, usando as pontas dos dedos, até conseguir uma farofa úmida. Adicione colheradas da mistura de gema, uma por vez, amassando apenas o suficiente para conseguir formar uma bola de massa.
Forme um disco com a massa, envolva em filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos.

Preaqueça o forno a 200 graus. Se você tiver uma pedra de forno, coloque-a para aquecer dentro dele [a pedra ajuda a massa a assar perfeitamente, mas se você não tiver uma, não tem problema].

Sobre uma superfície limpa e enfarinhada, abra a massa gelada, com o rolo de massas também enfarinhado, até conseguir um círculo de 27cm de diâmetro. 
Enrole a massa com cuidado no rolo e desenrole sobre uma fôrma de tortas de 23cm de diâmetro, apertando com cuidado para a massa assentar bem. Corte as bordas em excesso com uma tesoura e pressione-as sobre a borda da fôrma, com os dedos ou com um garfo, para dar acabamento.
Leve a fôrma ao congelador, por 10 minutos ou até a massa ficar firme. Retire, fure a massa com um garfo em vários pontos, cubra com uma folha de papel alumínio e preencha a cavidade, sobre o papel, com feijões, para dar peso e a massa não inflar. Leve ao forno por 20 minutos.
Retire a massa do forno, descarte feijões e papel alumínio e deixe esfriar ligeiramente. Abaixe o forno para 180 graus.
Pincele a massa com a clara em todo o fundo e laterais [formando uma película que vai impedir o creme do recheio de amolecer a massa, depois de montada a torta] e volte para o forno por mais 8 ou 10 minutos, até as bordas dourarem.
Retire do forno e deixe esfriar completamente.

Prepare o recheio:
Em uma tigela, bata as gemas ligeiramente. Reserve.
Em uma panela grande e de fundo grosso junte sour cream, leite, açúcar, amido, raspas de limão e laranja e o suco de limão. Misture bem até o amido dissolver e leve ao fogo médio, mexendo constantemente, até ferver. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e cozinhe por mais dois minutos.
Adicione uma xícara desse creme quente às gemas, misturando vigorosamente. Volte o creme com as gemas para a panela e cozinhe a mistura, sem parar de mexer, por mais 2 minutos.
Passe toda a mistura por uma peneira, apertando de leve com uma espátula. 
Deixe esfriar por 5 minutos.
Então adicione a manteiga, colherada por colherada, mexendo bem após cada adição, até ser incorporada completamente no creme.
Recheie a massa preparada com esse creme e cubra com filme plástico, para não formar película.
Leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia para o outro.

Na hora de servir:
Na batedeira bata o creme de leite fresco bem gelado até conseguir picos moles. Adicione o açúcar e a baunilha e bata até formarem picos médios. 
Cubra a torta com o chantilly e polvilhe com raspas de limão. Sirva.