segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Berry Tart, ou Torta de Frutos Silvestres


Olá, tudo bem com vocês?
Outro dia eu estava assistindo MasterChef na TV [reprise da temporada de 2012, se não me engano] e a prova de eliminação entre dois cozinheiros concorrentes era fazer a mais perfeita torta de frutas frescas [Fruit Tart]. A Fruit Tart tem origem francesa e é composta de uma base de massa doce [pâte sucrée], recheada de creme de confeiteiro e coberta com frutas frescas fatiadas ou inteiras, pinceladas com alguma geléia para dar um acabamento brilhante. 
Super clássicas e realmente lindas [algumas lembram verdadeiras jóias incrustadas de pedras preciosas pela distribuição ordenada e pelo brilho das frutas, outras lembram arranjos primaveris, com amontoados quase ao acaso de vários tipos de frutas decorados com folhas de hortelã e pétalas de physalis], as tortas de frutas frescas realmente boas acabam sendo difíceis de se encontrar, já que o que parece prevalecer é a versão 'de padaria', feita com creme amarelo-hepatite, meia dúzia de fatias de fruta e uma tonelada de gelatina de brilho sem sabor algum por cima. Por isso, quando no MasterChef vi as três tortas lindas apresentadas pelo Gordon Ramsay para inspirar os concorrentes [uma de frutas vermelhas, outra de frutas tropicais e uma mais variada]  me bateu aquela vontade de preparar uma também!
Para reforçar ainda mais minha vontade, sábado eu vou ao supermercado perto da casa da minha mãe [mercadinho de bairro mesmo - em uma cidade de 25 mil habitantes] e me deparo com caixinhas de morangos pequenos e bem vermelhos [sem aquela parte branca por dentro], mirtilos, framboesas frescas [coisa que só tinha visto em São Paulo!], romãs enormes cor de vinho, amoras gordas e physalis. Parecia presente de Natal! Peguei um pouco de cada [imagina a alegria!] e com os morangos, framboesas e mirtilos preparei a receita de hoje. Preparei o creme de baunilha enquanto a massa da torta assava, deixei tudo esfriar bem e, como bom virginiano, montem a torta distribuindo as frutas cuidadosamente por cima, em círculos concêntricos. Mas você pode, claro, fazer como preferir. E usar também as frutas que preferir.

Espero que gostem [eu confesso que fiquei muito orgulhoso com o resultado] e desejo um feliz natal a todos vocês!


Berry Tart [ou Torta de Frutos Silvestres Frescos]
[receita retirada daqui, rende uma torta de 23cm de diâmetro]

Para a massa de base:
1 xícara de farinha de trigo;
1/4 de xícara de açúcar;
1 pitada de sal;
100g de manteiga sem sal gelada, picada;
1 gema de ovo;
4 ou 5 colheres de sopa de água gelada.

Para o creme de confeiteiro:
2/3 de xícara de açúcar;
1/4 de xícara de amido de milho;
1 pitada de sal;
2 e 1/2 xícaras de leite integral;
1fava [sementes e vagem] de baunilha;
4 gemas;
2 colheres de sopa de manteiga sem sal.

Para a cobertura:
150g de framboesas frescas, lavadas e secas;
150g de mirtilos frescos, lavados e secos;
200g de morangos frescos, lavados, sem cabinhos e secos e partidos ao meio [escolha os menores e mais maduros].

2 colheres de sopa de geléia de damasco ou maçã [ou qualquer geléia transparente/amarelada];
4 colheres de sopa de água.

Prepare a massa de base:
Em uma tigela misture a farinha, o sal e o açúcar. Adicione a manteiga picada e amasse com as pontas dos dedos até formar uma farofa úmida [textura de areia molhada].
Separadamente, misture a gema com a água gelada. Adicione à mistura de manteiga, amassando somente até conseguir formar uma bola de massa.Achate a bola de massa para formar um disco, envolva-o em filme plástico e leve para gelar por meia hora, pelo menos.
Preaqueça o forno a 190 graus.
Abra a massa gelada com um rolo até conseguir a espessura de meio centímetro. Cubra o fundo e as laterais de uma forma canelada para torta de 23cm de diâmetro com a massa, apare as bordas com uma faca, cubra com papel alumínio e feijões [para fazer peso e a massa não crescer] e asse por 20 minutos. 
Retire a massa do forno, retire o papel alumínio com os feijões e volte a massa ao forno por mais 15 minutos até dourar bem.
Retire do forno e deixe esfriar completamente.

Enquanto a massa assa, prepare o creme de confeiteiro:
Leve ao fogo baixo o leite, as sementes e a fava de baunilha. Quando começar a ferver, apague o fogo, tampe a panela e deixe em infusão por 15 minutos.
Depois disso, retire a fava e volte o leite ao fogo baixo.
Enquanto isso, em uma tigela e usando um fouet, bata o açúcar, amido, sal e as gemas até conseguir um creme amarelo pálido. Quando o leite começar a ferver novamente, retire do fogo e derrame metade sobre o creme, batendo sem parar para que os ovos não cozinhem.
Volte a mistura de leite e creme para a panela, junto com o restante do leite, e cozinhe em fogo médio, mexendo com o fouet, até o creme ferver e engrossar [marque um minuto após iniciar a fervura].
Fora do fogo, incorpore a manteiga, cubra o creme com filme plástico e leve à geladeira por uns 45 minutos, pelo menos.

Montando a torta:
Em uma panelinha, leve a geléia e á água ao fogo baixo, misturando até amornar. Reserve.
Desenforme a massa de torta, já fria, e passe para o prato de servir. 
Retire o creme da geladeira e bata bem com o fouet [ou rapidamente na batedeira] para ficar bem homogêneo e sem carocinhos. Recheie a torta com esse creme e alise a superfície. 
Por cima, distribua as frutas em círculos concêntricos [comecei por uma borda de framboesas, depois mirtilos, depois mais framboesas e completei o meio com os morangos] ou da forma que preferir.
Pincele as frutas com a geléia diluída fria.
Leve à geladeira até o momento de servir.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Bavarian apple-almond Torte


Olá, tudo bem?
Eu não sei com vocês, mas comigo é sempre assim: toda vez que estou olhando receitas, as que mais me chamam atenção são aquelas que pedem ingredientes que não tenho. Faço até marquinhas com post-it nas páginas ou salvo o link nos favoritos daquelas receitas imperdíveis para quando eu tiver o tal ingrediente. Daí o tempo passa, eu compro o tal ingrediente incomum e quando volto às receitas reservadas, nenhum parece boa o bastante! Da última vez, por exemplo, comprei um quilo de pecãs [impossíveis de serem encontradas por aqui] e nessa de nenhuma receita ser boa o suficiente, acabei desperdiçando quase tudo em bobeirinhas.
Mas como diria Narcisa, a 'vida é um eterno aprendizado', então quando botei a mão em dois preciosos quilos de cream cheese [compramos na Banca do Levi, no Mercadão em São Paulo - para você ter uma idéia, um quilo custou R$15,00 - aqui nos supermercados você paga no mínimo R$5,00 por míseras 150 gramas!] calculei friamente quais receitas farei com eles, quanto gastarei em cada e por quanto tempo posso manter a embalagem aberta na geladeira sem estragar. Planejamento é tudo, né?rs
A receita de hoje é a primeira a usar parte desse cream cheese, e é daquelas sobremesas perfeitas para as festas de fim de ano: com uma massa que parece biscoito amanteigado, um recheio que parece cheesecake e cobertura de maçãs e lascas de amêndoas, tem jeitão de superelaborada, mas é simples de se fazer. E nem é preciso falar sobre o aroma que se espalha durante o cozimento, né? Deixa todo mundo com água na boca!
Espero que gostem :)


Bavarian apple-almond Torte
[receita retirada daqui]

Para a base:
1 xícara de farinha de trigo;
1 pitada de sal;
1/4 de xícara de açúcar de confeiteiro;
1/2 xícara [100g] de manteiga sem sal gelada picada em cubinhos;
1 gema;
2 colheres de sopa de água gelada.

Para o recheio de cream cheese:
1 xícara [225g] de cream cheese em temperatura ambiente;
1/4 de xícara de açúcar de confeiteiro;
1 ovo;
1 colher de chá de extrato de baunilha.

Para a cobertura:
1/3 de xícara de açúcar;
1/2 colher de chá de canela em pó;
1 pitada de noz moscada;
3 maçãs verdes [usei Granny Smith] sem cascas e sementes, cortada em fatias finas;
1/4 de xícara de amêndoas laminadas.

Açúcar de confeiteiro para polvilhar.

Prepare a massa de base:
Em uma tigela misture a farinha, o sal e o açúcar. Adicione a manteiga picada e amasse com as pontas dos dedos até formar uma farofa úmida [textura de areia molhada].
Separadamente, misture a gema com a água gelada. Adicione à mistura de manteiga, amassando somente até conseguir formar uma bola de massa.Achate a bola de massa para formar um disco, envolva-o em filme plástico e leve para gelar por meia hora, pelo menos.
Preaqueça o forno a 190 graus.
Abra a massa gelada com um rolo até conseguir a espessura de meio centímetro. Cubra o fundo e as laterais de uma forma canelada para torta de 23cm de diâmetro com a massa, apare as bordas com uma faca, cubra com papel alumínio e feijões [para fazer peso e a massa não crescer] e asse por 15 minutos. 
Retire a massa do forno, retire o papel alumínio com os feijões e deixe a massa esfriar. Reduza o forno para 170 graus.

Prepare o recheio:
Bata o cream cheese, o açúcar de confeiteiro, o ovo e a baunilha até conseguir um creme homogêneo. Recheie a massa já fria e alise a superfície com uma espátula. Reserve.

Prepare a cobertura:
Em uma tigela grande misture o açúcar, a canela e a noz moscada. Adicione as fatias de maçã e mexa bem até ficarem cobertas pela mistura de açúcar.
Distribua as fatias de maçã sobre o creme do recheio. Polvilhe as amêndoas e leve ao forno por 1 hora e meia até dourar bastante.

Deixe esfriar por uma hora, polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.