quarta-feira, 21 de maio de 2014

Bolo de Banana com Calda de Caramelo


Bom, o nome mesmo é Banana Bundt Cake [e o da calda é Butterscotch, por sinal] mas é um bolo tão simples, familiar, cotidiano mesmo, que dispensa cerimônias. Mas é bolo honesto: de banana, feito com banana, com gosto de banana. Só isso, e tudo isso.
Tudo isso porque em casa volta e meia aparecia um bolo de banana da padaria. Bonito, de buraco no meio, massa branquinha-padrão de bolos de mistura pronta, 'sabor banana'. Mas que de banana não tem nada. Tem banana de vidrinho, essência, gosto de chiclete bubaloo banana. O mesmo com os de abacaxi, de coco, de maçã. Sinceramente não consigo entender por que cargas d'água o padeiro não amassa uma banana e bota lá no meio da massa, para dar pelo menos um pouco de dignidade para o coitado do bolo. 
Apelidamos esses bolos de 'banana sem banana' e resolvi fazer os bolos de banana aqui pra casa eu mesmo.
Já repeti essa receita umas cinco vezes, de fácil que é. Bato tudo na mão mesmo, para não ter que lavar a batedeira depois, e rende um bolão fofo dourado - dourado só pela banana amassada que leva, não vai nem canela - que eu polvilho com açúcar de confeiteiro e pronto [basicão, para tomar com café preto], ou completo com nozes e calda de caramelo quando um docinho a mais é preciso.
Espero que gostem ;)


Bolo [Bundt] de Banana 
com Calda de Caramelo [Butterscotch]
[a receita do bolo vem daqui. Rende uma fôrma de buraco no meio de 28cm de diâmetro]

Ingredientes do bolo:
3 xícaras de farinha de trigo;
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio;
1/2 colher de chá de sal;
200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente;
2 xícaras de açúcar refinado;
2 colheres de chá de extrato de baunilha;
2 ovos;
4 bananas [mais ou menos 1 e 1/2 xícaras, uso banana nanica] bem maduras, amassadas;
3/4 de xícara de nozes trituradas grosseiramente [super opcional];
1 xícara [240ml] de iogurte natural.

Açúcar de confeiteiro para polvilhar.

Ingredientes para a cobertura:
1/2 xícara de água;
1 xícara de açúcar refinado;
100ml de creme de leite [pode ser o fresco ou o de caixinha].

Prepare o bolo:
Preaqueça o forno a 180 graus.
Unte generosamente a fôrma com manteiga [eu não polvilho farinha para não manchar o bolo, mas se você quiser tudo bem]. Reserve.
Em uma tigela misture bem a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Em uma tigela grande [ou na batedeira, se preferir] bata a manteiga, com um fouet, até ficar cremosa. Junte o açúcar a bata bem até conseguir um creme claro e fofo. Incorpore a baunilha. Junte os ovos, um de cada vez e batendo a massa por um minuto após cada adição. Adicione as bananas amassadas e as nozes, e misture bem.
Adicione metade da mistura de farinha e mexa bem. Incorpore o iogurte natural e, por fim, o restante da mistura de farinha, misturando e raspando as laterais da tigela até a massa ficar bem homogênea.
Distribua a massa na fôrma preparada, alise a superfície com uma espátula e leve o bolo ao forno por cerca de 65 ou 70 minutos [faça o teste do palito - se sair limpinho, está pronto]. Verifique o bolo depois de 30 minutos - se ele estiver dourando muito rápido coloque uma folha de papel alumínio aberta por cima.
Passe o bolo para uma gradinha e deixe esfriar por 15 minutos. Desenforme e deixe esfriar completamente.

Se preferir, envolva o bolo depois de frio em filme plástico e guarde para consumir no dia seguinte - ele fica melhor ainda!

Na hora de servir, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima e sirva as fatias com a calda de caramelo.

Para a cobertura:
Em uma panelinha coloque o açúcar e a água. Leve ao fogo médio, sem mexer, apenas girando a panela de vez em quando, por uns 10 minutos, até conseguir uma calda dourada.
Retire a panela da boca do fogão e junte o creme de leite com cuidado, mexendo com um fouet. Volte a panela ao fogo, mexendo até desfazer os grumos de açúcar.
Sirva em temperatura ambiente.


quarta-feira, 14 de maio de 2014

Cheesecake de Morangos e Creme



Olás, tudo bem?
Esses dias estava lendo o artigo da Nina Horta, colunista gastronômica da Folha de São Paulo, que gerou uma certa polêmica ao tratar, dentre outros temas, do plágio de imagens e receitas. Polêmicas à parte, o que me pegou mesmo no texto foi o questionamento do papel da enorme quantidade/variedade de blogs de comida. A Nina diz que todo mundo está dando seu pitaco, e eu me pergunto: quem sou eu para recomendar receitas? Pra dar pitacos? E é uma pergunta frequente.
Frequente porque, apesar de já ter preparado mais de cem receitas diferentes de torta, por exemplo, eu nunca fui aos Estados Unidos comer uma torta típica, nem mesmo provei uma torta de chef de verdade, provavelmente. Minhas referências são, basicamente, as receitas que já preparei [e a experiência dessas tentativas, repetições, resultados e sabores], e isso pode parecer meio frágil, né? Por isso talvez eu devesse botar um aviso aqui, me isentando de qualquer responsabilidade do leitor também gostar da receita, ou coisa parecida. Ou não, né? Porque algumas coisas a gente sempre acaba aprendendo.
Com cheesecakes, por exemplo, eu tenho uma certa segurança para dar os meus pitacos; Já comi fatias em um monte de lugares diferentes [sempre peço cheesecake quando vejo em cardápios, e quase sempre me decepciono], e sempre preferi a minha receita. Receita que não é minha, porque descende de outras, mas que confio porque vem de muitas tentativas na busca de textura, sabor e aparência ideais. Ideais para mim, vale lembrar.
É por isso que depois de chegar a um resultado plenamente satisfatório no cheesecake tradicional [aveludado, perfumado de limão e baunilha, branquinho e de topo reto como um queijo], hoje eu me permito tentar receitas menos ortodoxas, com mudanças de ingredientes ou acréscimos de sabores.
A receita de hoje é uma dessas, e faz tempo que meu irmão vinha me cobrando esse cheesecake que, segundo ele, tem gosto de 'danoninho' [aquele queijinho petit suisse, sabe?]. São três camadas - base de bolacha, creme de queijo com morangos assados e cobertura de creme de queijo e baunilha [e um plus especial por minha conta - o creme de leite batido por cima]. Simplesmente não tem como não adorar!
Espero que vocês também gostem.



Cheesecake de Morangos e Creme
[receita da Martha Stewart, rende um cheesecake de 23cm de diâmetro]

Para a massa de bolachas:
1 xícara de biscoitos tipo 'Maria' triturados fininho [triture e depois meça];
2 colheres de sopa [40g] de manteiga sem sal derretida.

Para as camadas internas:
450g de morangos maduros, lavados, secos e sem cabinhos;
3 colheres de sopa de glucose de milho;
1 xícara de açúcar refinado;
840g de cream cheese [não vale o light] em temperatura ambiente;
1/4 da colher de chá de sal;
2 ovos, em temperatura ambiente [usei caipiras];
Sementes de uma fava de baunilha;
250ml de queijo tipo mascarpone [usei sour cream* e funcionou muito bem].

Para a cobertura opcional:
3/4 de xícara de creme de leite fresco gelado batido em picos moles.

Preparo:
Preaqueça o forno a 150 graus [mantenha a porta do forno com uma frestinha aberta, caso o seu não chegue nessa temperatura].
Distribua os morangos em uma fôrma, numa única camada, e adicione a glucose. Mistur para cobrir os morangos, espalhe-os bem e leve ao forno por uma hora e meia.
Transfira os morangos assados juntamente com o caldo para uma tigela e amasse bem com um garfo.
Deixe esfriar completamente.

Enquanto isso prepare a base de bolacha:
Aumente o fogo para 170 graus.
Misture os biscoitos triturados com a manteiga até conseguir uma farofinha úmida. Pressione a farofinha sobre o fundo de uma fôrma de fundo removível de 23cm de diâmetro, apertando com as costas de uma colher para ficar bem compactado.
Leve ao forno por cerca de 10 minutos, até começar a dourar a superfície.
Retire do forno e deixe esfriar completamente.

Prepare as camadas internas:
Coloque uma chaleira de água para ferver, para usar no banho-maria.
Cubra o fundo e laterais da fôrma com 2 folhas de papel alumínio, protegendo bastante para que durante o banho-maria a água não penetre no cheesecake. Reserve
Na tigela da batedeira coloque o cream chesse e bata em velocidade médio-baixa, usando o garfo tipo 'raquete', até ficar cremoso [por uns 2 minutos]. Adicione o açúcar aos poucos e o sal, sem parar de bater e lembrando de raspar as laterais da tigela. Junte os ovos, um a um, batendo bem após cada adição [conte 23 segundos de tempo de batedeira após cada ovo]. Raspe bem as laterais da tigela e adicione as sementes da fava de baunilha e o mascarpone, batendo por uns 3 minutos até conseguir um creme homogêneo.
Reserve 2 xícaras desse creme e no restante incorpore os morangos amassados.
Cubra a base de biscoitos já fria com o creme de morangos.
Espalhe colheradas do creme de baunilha por cima e, com cuidado, espalhe bem.
Coloque a fôrma dentro de uma assadeira funda. Coloque a assadeira na gradinha do forno e então preencha com a água fervente, até um pouquinho acima da metade da altura da fôrma.
Feche o forno e deixe assar por cerca de 1 hora e 10 minutos, até que as laterais estejam firmes e o centro um pouco mole [teste dando uma leve balançada na fôrma - o centro deve dar uma tremidinha].
Deixe a porta do forno aberta até o cheesecake esfriar completamente. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por umas 4 horas, ou de um dia para o outro.
No momento de servir, passe uma faquinha com cuidado para desgrudar o cheesecake da fôrma e passe para um prato de servir. Cubra com o creme batido se quiser, e sirva.

*para fazer o sour cream, aqueça ligeiramente 1 xícara de creme de leite fresco. Adicione 2 colheres de sopa de suco de limão, misture bem e deixe repousar em temperatura ambiente por algumas horas, ou de um dia para o outro.